PR ARMANDO CHAVES COHEN

PR ARMANDO CHAVES COHEN

            Armando Chaves Cohen aceitou Jesus Cristo como Senhor e Salvador em 1938, na Vila Porto Alegre, nas margens do rio Anajás, muito tempo depois da implantação da obra pentecostal no Pará e em nosso país. Mas a sua atuação foi tão importante como a dos primeiros conversos. Nas ilhas, ele começou a pregar o evangelho, nas “plantações de timbó”, lugar que pertence ao município de Anajás.
            Depois de abrir o trabalho em Porto de Moz e Castanhal (PA), Carolina (MA), Tocantinópolis (GO) e outras cidades, ele foi também um dos fundadores do SETA — Serviço de Evangelização do Tocantins e Araguaia, que até hoje existe e reúne muitas igrejas.
Armando Chaves Cohen foi co-pastor da Igreja em Belém, pastor da Igreja em Teresina (PI) e em Capanema (PA), onde foi jubilado. Ele teve o mérito de organizar a Assembleia de Deus no Plano Piloto, Brasília (DF). Exerceu também a função de Diretor da Casa Publicadora das Assembleias de Deus.

Dedicados na obra. Um acentuado número de pastores que serviram à Assembleia de Deus em Belém e no estado do Pará, tiveram atuação dedicada na obra de Deus. Alguns já estão com Cristo, e outros continuam a servir. Estes se incluem numa galeria memorial, pelo muito que fizeram ou ainda fazem.
            Já estão com o Senhor: Josias Camelo da Silva, Pedro Pereira da Silva, Antenor Vital Cantanhede, Afonso Menino Rei, José Rodrigues Muniz, João Batista Oliveira e Eurico Moura. Outros, apesar da idade, ainda vivem e trabalham: Artur Nunes Piedade, Clemente Joaquim de Oliveira, Hilário Rodrigues Mendes, Raimundo Anselmo Borges e tantos outros, cheios de fé, prosseguindo na obra, com suas vidas de dedicação e exemplo a serem seguidos.
           
Missionários no Brasil. As notícias sobre o avanço da obra pentecostal no Brasil despertaram as atenções dos que tinham chamada de Deus, para saírem em busca das almas. Por isso, chegavam a Belém e a outras regiões do Brasil, missionários vindos principalmente da Suécia e dos Estados Unidos.
Depois de Vingren e Berg, vieram a estas plagas os seguintes obreiros: Otto Nelson e esposa, Samuel Nyström e esposa, Samuel Hedlund, Nels Nelson, Ana Carlson, Boda Palha, Gray de Vris, Augusto Anderson e Esther Anderson, Victor Johson e Elizabeth Johson, Gustavo Nordlund, Herberto Nordlund, Simão Lundgren, Joel Carlson, Orlando Boyer, Nils Kastberg, Algot Swenson, Eurico Aldor Peters, Nels Lawrence Olson, Nils Taranger, Eurico Bergsten, John Peter Kolenda, Carlos Hultgren, Bernhard Johnson Jr., Arders Johnson, Walter Goodbamd, Ema Miller, Paul Aenis, Englund, Horace S. Ward, Albert Widmer e Cecília, e Anderson Johansson.
Todos esses, numa seqüência natural, seguiram a chamada de Deus no coração para a evangelização do Brasil. Muitos outros vieram pos­teriormente em viagens de cooperação com a obra. A Assembleia de Deus no Brasil é profundamente grata pela cooperação desses amados irmãos, cujo trabalho certamente tem um memorial eterno nos céus e será fielmente galardoado.

0 comentários:

Postar um comentário