Arqueólogos debatem local do julgamento de Jesus Cristo

Descoberta arqueológica pode mudar maneira como vemos o julgamento de Cristo
Para vários estudiosos, o local exato onde Jesus foi condenado à morte permaneceu um mistério mesmo após dois mil anos. Contudo, uma recente descoberta arqueológica em Jerusalém pode fazer alguns segmentos cristãos questionar as suas teorias.
Todos os anos, milhares de peregrinos cristãos de todo o mundo viajam para Jerusalém querendo conhecer os locais descritos na Bíblia. Isso inclui onde Jesus nasceu, onde foi batizado, realizou seus milagres, foi julgado, crucificado e enterrado. Muitos desses locais históricos seguem a tradição, ainda que sua localização seja contestada.
Perto do Monte Sião, ocorreu uma grande descoberta arqueológica em 1999. Escavações perto da prisão Kishle revelaram que existiam ali muros pertencentes a um grande edifício.
Segundo Amit Reem, arqueólogo da Autoridade de Antiguidades de Israel, “os vestígios arqueológicos encontrados na escavação sugerem que trata-se do verdadeiro palácio de Herodes, o Grande. Vejamos o tamanho das paredes. Foi um grande projeto de engenharia, como mostra a escavação. Encontramos um vasto sistema de esgoto subterrâneo que só poderiam pertencer a Herodes”, explica Reem em um documentário sobre o assunto.
A questão que divide historiadores é o local exato onde ocorreu o julgamento de Cristo. Enquanto muitos afirmam que foi no palácio de Herodes, outros insistem que ele foi julgado na fortaleza Antonia. A Bíblia diz que Jesus compareceu diante de Pôncio Pilatos na residência (pretório). Mas Pilatos vivia no castelo ou na fortaleza Antonia?
O padre e professor de arqueologia Eugenio Alliata afirma: realmente é possível que o pretório ficasse no palácio de Herodes. Mesmo assim, as provas deveriam ser mais contundentes para a Igreja Católica mudar seu ensinamento secular de que o julgamento ocorreu na fortaleza Antônia.
“É a tradição que recebemos e precisaríamos de um argumento muito forte para haver mudança”, justifica Alliata.
Embora a descoberta do palácio de Herodes possa mudar algumas ideias sobre o local do julgamento de Jesus, esse não é o único local de disputa entre estudiosos. Com informações CBN.
Assista (em espanhol):
Fonte gospel prime 

0 comentários:

Postar um comentário