Frente de Direitos Humanos se reúne com igrejas cristãs

A Conic teve espaço para comentar sobre alguns temas como ecumenismo e fundamentalismo religioso.

Nesta quarta-feira (24) a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos, criada contra a Comissão de Direitos Humanos e Minorias – que está sob a presidência do deputado Marco Feliciano (PSC-SP), se reuniu com líderes de igrejas cristãs para tratar sobre a situação dos direitos humanos no Brasil.
Entre os convidados estavam os representantes do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), da Confissão Luterana no Brasil e do Movimento Nacional de Direitos Humanos, entre outras entidades.
A Conic já se pronunciou pedindo a saída de Feliciano da CDHM e não aceitando como legítima as eleições internas que colocaram o parlamentar evangélico no comando da comissão.
O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) narrou algumas partes da reunião, incluindo a fala do pastor Walter Altman, do Conic, que falou sobre o ecumenismo, sobre o papel das igrejas (católicas e evangélicas tradicionais) contra a ditadura no Brasil e ainda apresentou um relatório sobre a morte de latino-americanos.
Altman também fez críticas aos grupos considerados “fundamentalistas” dizendo que estes religiosos deturpam as mensagens da Bíblia. “O fundamentalismo é de fato preocupante, não só no cristianismo. E ele é uma deturpação das mensagens dos livros sagrados”, segundo escreveu o deputado Wyllys em seu Twitter.

Fonte Gospel Prime

0 comentários:

Postar um comentário