Lideranças evangélicas falam sobre a morte de Hugo Chávez


Conselho Evangélico emite nota oficial e pede orações pela paz no país
A morte de Hugo Chávez, presidente da Venezuela, fez com que muito se especulasse sobre o futuro do país que ele governava há 14 anos, período ao longo do qual colecionou admiradores e inimigos, dividindo opiniões. Nos últimos tempos, o ex-presidente se voltou para o cristianismo, dizendo constantemente crer que Deus o curaria.
Em maio de 2012, o pastor pentecostal Rafael Ramirez, profetizou a morte do presidente em 2013 e que a Venezuela viveria um período de avivamento após isso. Chávez sempre foi criticado pelos pastores do país por se opor a Israel, apoiar o Irã e ter ligações fortes com Cuba onde os cristãos são perseguidos.
O  Conselho Evangélico da Venezuela  (CEV) disse em um comunicado oficial, que estendia suas condolências “às famílias de todos os venezuelanos”, enquanto os chamou “para reflexão e avaliação do que é realmente importa na vida. Como venezuelanos, somos desafiados a enfrentar esses momentos particulares da nossa história com sentimentos de grande responsabilidade e fraternidade. ”

O CEV pede ainda para todos os venezuelanos respeitarem o luto nacional de uma semana e que as pessoas “evitem o ódio, a linguagem ofensiva e atitudes de enfrentamento”, incentivando “a unidade, a solidariedade”, lembrando que “toda a nação, de forma pacífica e democrática, deve buscar viver no meio das diferenças, e com reconhecimento de todos, respeitando a Constituição e as leis, olhando para Deus como o doador de toda graça e  verdade. ”
Nos últimos meses, a CEV pediu que os evangélicos venezuelanos se unissem em oração pela saúde do presidente Chávez, agora o pedido é de orações “pela paz na Venezuela, pelo encontro com a esperança e o compromisso com a vida”.  No final da nota, o Conselho lembra as palavras de Jesus “Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus. Por isso, mantenha seu coração livre sentimentos ruins, para que possamos ver a mão de Deus agindo em nossa nação”.
O Presidente do Conselho, pastor Samuel Olson, deu uma entrevista hoje, afirmando que a morte do presidente “traz uma nova realidade e uma profunda dor para a família venezuelana… O país viverá uma realidade totalmente nova e precisamos estar em paz, temos de usar esse tempo para refletir e pedir a Deus que direcione aqueles que irão liderar o país”,
Enquanto vários presidentes se dirigem para Caracas onde o corpo de Chávez será sepultado no dia 8 de março, analistas políticos creem que a Venezuela pode passar por um período de tribulação política e que os opositores do chavismo irão tentar mudar os rumos do país. Com informações Protestante Digital e CBN.
Fonte gospel prime

0 comentários:

Postar um comentário