Ator cristão da série ” Deixados para trás” é criticado por ser contrário ao casamento gay

O ator Kirk Cameron ficou conhecido por sua atuação na série Growing Pains, no fim dos anos 1980. Depois de viver muitos anos se declarando ateu, converteu-se e passou a militar na área da apologética ao lado do pastor Ray Comfort. Ao mesmo tempo, continuou atuando e estrelou a série de filmes “Deixados para trás”, além de apresentar o programa evangelístico “Way of the Master”



Em entrevista recente ao jornalista Piers Morgan, da CNN, ele defendeu sua fé cristã, mas passou a ser alvo de críticas por ter dito que é totalmente contra o casamento gay e considerar que a homossexualidade é algo “prejudicial e  altamente destrutivo para vários pilares da nossa civilização”.
Cameron ressaltou que a união entre pessoas do mesmo sexo vai contra as regras estabelecidas por Deus naBíblia. “O casamento é quase tão velho quanto o pó da terra. Foi instituído no jardim do Éden por Adão e Eva. É um homem e uma mulher pela vida toda, até que a morte os separe”, disse.
O entrevistador perguntou se Cameron achava que a homossexualidade é um pecado, e sua resposta foi um contundente sim.
Vários artistas se manifestaram pelo Twitter criticando a postura de Cameron e fazendo pouco caso de suas declarações de fé.
Herndon Graddick, diretor de programas da GLAAD, organização que defende os direitos dos homossexuais norte-americanos, manifestou sua indignação. Ele disse ao site TMZ que Cameron, está “fora de sintonia com a grande maioria das pessoas, especialmente as pessoas de fé que acreditam que seus irmãos gays e irmãs lésbicas devem ser amados e aceitos com base no seu caráter e não condenados por causa de sua orientação sexual”.
O porta-voz da GLAAD  disse que planeja monitorar de perto as aparições de Cameron na mídia e protestar contra sua “ultrajante postura homofóbica”. A organização está pedindo que a mídia americana não dê mais espaço para entrevistas com ele.
Traduzido e adaptado de Huffington Post e TMZ                     NOTICIASGOSPEL.tk

0 comentários:

Postar um comentário