Após pressão de evangélicos, Dilma Rousseff manda suspender kit gay

Governo se propõe a discutir com a sociedade todo assunto que envolver costumes
Após protestos das bancadas religiosas no Congresso, a presidente Dilma Rousseff determinou nesta quarta-feira, 25, a suspensão do “kit anti-homofobia”, projeto do Ministério da Educação que seria distribuído para escolas públicas com o objetivo de diminuir a discriminação entre homossexuais.
A decisão foi anunciada pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gilberto Carvalho que anunciou também que de agora em diante todo material que versar sobre “costumes” terá de passar pelo crivo da coordenação-geral da Presidência e por um amplo debate com a sociedade civil.
Segundo o ministro, a determinação do governo não é um “recuo” na política de educacional contrária à homofobia. “Não se trata de recuo. Se trata de um processo de consulta que o governo passará a fazer, como faz em outros temas também, porque isso é parte vigente da democracia”, disse.
Os parlamentares das Frentes Evangélicas, Católicas e da Família estavam dispostos a tomarem várias medidas para que o projeto do MEC fosse alterado. Entre as medidas estavam até a tirada do ministro da Educação, Fernando Haddad, do cargo.

Fonte: Gospel Prime

0 comentários:

Postar um comentário