Evangélicos na Seleção


Atletas evangélicos podem fazer a diferença dentro e fora de campo Dos 23 jogadores convocados por Dunga, pelo menos cinco são evangélicos. O anúncio dos escolhidos para disputar a Copa da África do Sul foi feito na terça-feira, mas desagradou parte da população que queria o meio campista Paulo Henrique Ganso e o jovem atacante Neymar, ambos dos Santos. Curiosamente, Neymar também é evangélico.
Após o anúncio, o meia do Real Madrid Kaká comemorou sua convocação para a Copa da África no Twitter. “Estou vivendo muito mais do que pedi ou pensei. Glória a Deus! Que alegria e privilégio de uma convocação para a Copa do Mundo”, afirmou o atleta.
Outro confirmado, que também festejou pelo Twitter, foi Luis Fabiano. Antes da convocação, ele dizia que estava à espera do grande dia e que tinha feito de tudo para estar na lista e depois agradeceu a Deus: “Alegria, alegria. Obrigado, meu Deus”.
Para mais informações a respeito dos atletas evangélicos do Brasil na Copa da África, leia a entrevista exclusiva com o capitão Lúcio
O meia Felipe Melo, que defende a Juventus, acompanhou de casa, na Itália, a divulgação da lista oficial e comemorou muito. “Vou realizar um sonho de infância. É um dos momentos mais felizes da minha vida e vou comemorar com a família e meus amigos que sempre estiveram ao meu lado”, disse Felipe.
Dentre os convocados, existem evangélicos que podem fazer a diferença dentro e fora de campo, como o capitão Lúcio, Gilberto, Kaká, Felipe Melo e Luis Fabiano. São jogadores que, além do bom desempenho em campo nos últimos anos, levam a mensagem do Evangelho aos demais colegas de Seleção.

0 comentários:

Postar um comentário