Mulheres protestam contra violência anticristã na Nigéria


ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA (*) - Um grupo de mulheres nigerianas estão planejando realizar um protesto neste sábado, 20 de março de 2010, em Los Angeles, contra a recente violência em Jos, Nigéria, que deixou mais de 500 cristãos mortos.
O protesto, organizado por um grupo chamado Nigerian Women Against Violence (Mulheres nigerianas contra a violência), foi idealizado por causa dos ataques contra os cristãos (saiba mais).
Helen Bako, que veio da região de Jos, e agora trabalha como assistente social no Sul da Califórnia, é a fundadora da Nigerian Women Against Violence.
Ela disse que o protesto contra “o recente derramamento de sangue em Jos e nas áreas circunvizinhas” irá acontecer às 11h do sábado, 20 de março de 2010, no Gateway Sheraton, em Los Angeles, local próximo ao aeroporto internacional (LAX), onde estarão alguns representantes do governo nigeriano.
“Centenas de mulheres e crianças foram brutalmente assassinadas por facões e espadas nos últimos dias. Os aldeões continuam sendo atacados. Onde estava o governo nigeriano? Onde estava o exército? Onde estava a polícia? Onde estão os fatos?”
Ela acrescentou que a organização pede que a comunidade internacional e os Estados Unidos “responsabilize o governo da Nigéria por proteger as vidas de seus cidadãos”.
“Acreditamos que o governo da Nigéria tem o dever de proteger suas crianças, mulheres e homens, não importa qual sua religião. Pedimos o fim da violência na Nigéria, não importa qual o sangue que está sendo derramado”.
Tradução: Missão Portas Abertas
* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.
Fonte: ANS

0 comentários:

Postar um comentário