Pastores são mortos e mais de 15 igrejas incendiadas

Pastores são mortos e mais de 15 igrejas incendiadas
Com a morte confirmada de 12 cristãos, incluindo três pastores, em um conflito iniciado por um grupo islâmico, contrário à educação ocidental, a comunidade cristã em Borno, norte da Nigéria, ainda está contabilizando suas perdas.
O conflito instigado por um grupo islâmico extremista conhecido como Boko Haram, que atacou bases do governo e policiais, deixou milhares de mortos e propriedades destruídas. A sharia (lei islâmica) já está em vigor em 12 estados, mas o grupo luta para aplicá-la em todo o território nigeriano.
“Ainda estamos calculando a maneira como a crise afetou nossos membros, mas até agora confirmamos a morte de alguns cristãos e algumas igrejas incendiadas”, disse Samuel Salifu, secretário nacional da Christian Association of Nigeria (CAN).
Integrantes do Boko Haram incendiaram 20 igrejas antes que a polícia capturasse e matasse o líder do grupo, Mohammed Yusuf. A polícia disse que ele foi morto “enquanto tentava fugir”, mas uma junta do governo federal está investigando alegações de que os agentes de segurança o executaram depois de prendê-lo vivo em seu esconderijo.
O diretor da CAN em Borno, pastor Yuguda Zubabai Ndurvuwa, disse que muitos cristãos sequestrados pelos extremistas ainda não foram encontrados. Ele observou que a comunidade cristã normalmente é muito afetada nos estados do norte. A violência teve início em 26 de julho, quando grupos armados atacaram uma delegacia em Bauchi, o que se estendeu para os estados de Borno, Kano e Yobe.
Entre os mortos em Borno estavam o pastor Sabo Yakubu da Igreja de Cristo na Nigéria (COCIN em inglês), o reverendo Sylvester Akpan, da Missão Evangélica Nacional e o reverendo George Orji da Igreja Boas Novas de Cristo.
Os templos incendiados foram cinco congregações da COCIN, duas igrejas católicas, duas igrejas Deeper Life, duas EYN (Igreja da Irmandade), prédios da Missão Evangélica Nacional, da Celestial Church of Christ (Igreja celestial de Cristo), da igreja apostólica Elijah, ministérios carismáticos, Assembleias de Deus, Igreja Redeemed Christian Church (igreja dos cristãos redimidos), prédios da Cristo para as nações, igrejas Batistas e Anglicanas. Todas em partes diferentes do Estado.
A Nigéria tem quase o mesmo número de cristãos e muçulmanos, sendo que no norte a maioria é muçulmana e no sul, cristã. O norte do país tem um longo histórico de crises religiosas, com graves conseqüências para os cristãos.
Muitos cristãos seqüestrados foram mortos por não renunciarem sua fé.
Fontes: Missão Portas Abertas


0 comentários:

Postar um comentário